Guia de Cianorte, o mais completo Guia Comercial da Capital do Vestuário

  • cianorte-slide01.jpg
  • cianorte-slide02.jpg
Smaller Default Larger

Sobre Cianorte

Uma Grande Cidade

811 Km² esse é o tamanho territorial da Capital do Vestuário que localiza-se há 518 Km de Curitiba, numa altitude de 530 metros do nível do mar na latitude 23º 40’00” sul e longitude 52º38’00” oeste. De acordo com o último censo realizado pelo IBGE em 2010, Cianorte conta atualmente com 71855 habitantes (IBGE-2012). A cidade conta ainda com dois distritos: Vidigal e São Lourenço.

Geograficamente Cianorte é cercado pelos municípios de Araruna, Tuneiras do Oeste, Tapejara, Indianópolis, São Tomé e Jussara. Possuindo um clima subtropical (chuvas bem distribuídas), sendo a temperatura média dos meses mais frios sendo inferior a 14°C e estando as temperaturas médias anuais em torno de 20°C.

Como o município de Cianorte está localizado sobre o Terceiro Planalto Paranaense, seu solo é composto principalmente pelo Arenito de Caiuá contando com uma vegetação típica de floresta tropical, formada por espécies variadas como peroba (árvore símbolo do município), palmeira (palmito), cedro, canela e ipê.

Parte da mata nativa da Capital do Vestuário é preservada pelo Parque Cinturão Verde, que agrega 313 hectares que circundam toda a cidade conservando uma riquíssima biodiversidade, sendo a segunda maior reserva urbana do Brasil, ficando atrás somente da Floresta da Tijuca, no Rio de Janeiro

Na questão hidrográfica, Cianorte detém uma rica rede com uma série de córregos, ribeirões e minas d’água que escoam sobre tabuleiros de rochas basálticas. Apesar de não pertencer geograficamente ao município, o Rio Ivaí tem importante papel na história da cidade, uma vez que foi por ele que chegaram os primeiros colonizadores.

Dois subsistemas da bacia do Ivaí estão em território cianortense: o do Rio Ligeiro (com 51.850 metros de extensão e 24 afluentes) e o do Rio dos Índios (com 47.280 metros de extensão e 22 afluentes). Além desses, Cianorte tem mais dois subsistemas: o do Ribeirão Carandei e o Ribeirão São Tomé. No total, o município de Cianorte detém aproximadamente 600 mil metros lineares de rios e córregos.

Além desses Cianorte tem como mais conhecidos ribeirões e córregos: Ribeirão Cristalina, Córrego Imbituvo, Córrego Guassupe, Corrego Coruja e Córrego Mandui.


Do ouro verde a Capital do Vestuário

Dos grãos aos fios. Isso resume a evolução da economia Cianortense que nasceu agrícola e se tornou industrial.

Mas engana-se que pensa que o crescimento de Cianorte até tornar-se conhecida nacionalmente como Capital do Vestuário foi fácil. O município nasceu das mãos desbravadoras da Companhia Melhoramentos Norte do Paraná (CNMP), sendo que a cidade possui em seu nome uma homenagem aos seus fundadores já que a CNMP assinava seus telegramas como Cianorte.

O primeiro desafio dos desbravadores foi derrubar a mata fechada que cobria toda a região noroeste do estado e tão logo a floresta ia sendo derrubada e as ruas surgiam os pioneiros chegava, principalmente de São Paulo e Minas Gerais, para colonizar a cidade.

Todos chegavam atraídos pela perspectiva de prosperidade e um futuro melhor. Devido ao solo roxo e fértil, Cianorte teve logo de início uma economia basicamente agrícola, principalmente com a cultura de café, o famoso ouro verde.

Em seus primórdios Cianorte era distrito de Peabiru, até que foi elevada a município em 26 de julho de 1953, porém, a oficialização ocorreu somente em 1955 quando o diário oficial do Paraná publicou em 13 de julho a Lei Estadual nº 2.412 que desmembrou Cianorte de Peabiru, deixando a futura Capital do Vestuário como uma cidade independente.

Por quase 30 anos a economia se manteve ligada quase que exclusivamente à agricultura cafeeira, até que na década de 70, as fortes geadas acabaram com a cultura forçando Cianorte a buscar um novo foco econômico: a industrialização.

E nesta industrialização se destacou a confecção. Mas não foi uma expansão rápida, por cerca de 20 anos a industrialização cresceu timidamente até o surgimento da Expovest em 1990. De lá pra cá a confecção se fortificou rapidamente, tanto que hoje Cianorte conta com mais de 450 empresas contando com mais de 600 grifes gerando mais de 30 mil empregos direta e indiretamente.


Nem só de confecções vive a indústria

Apesar de ter o principal foco econômico na indústria confeccionista, Cianorte também conta com força em outros setores como construção civil, agricultura, prestação de serviços, entre outros.

Tanto que a primeira indústria do município, foi na área de alimentação com a Gold Scrin, ainda na década de 50. Hoje Cianorte conta com indústrias em diversas áreas como Metalurgia, Reciclagem, Embalagens, Gráfico, Móveis e Alimentos.

No setor agrícola o município tem força principalmente na avicultura, se destacando também na pecuária e na produção de grãos com soja. Os distritos de Vidigal e São Lourenço também destacam-se principalmente na agricultura, sendo a soja e a pecuária o carro-chefe de Vidigal, enquanto que a mandioca é o carro-chefe de São Lourenço que conta com várias industrias farinheiras.


Turismo de Compras, Rural e Religioso

Sendo conhecida nacionalmente como a Capital do Vestuário, Cianorte atrai visitantes de todos os estados brasileiros principalmente pelo Turismo de Compras, tanto que diariamente milhares de compradores visitam os seis shoppings atacadistas e a rua da moda.

Mas não é apenas o turismo de compras que chama a atenção em Cianorte, atualmente o município conta também com a modalidade de Turismo Rural com a rota “Caminhos do Natureza com Sabor” e também vem se fortalecendo no Turismo Religioso.

Entre os principais pontos turísticos de Cianorte estão o Portal da Moda que dá as boas vindas aos visitantes que chegam a Capital do Vestuário pela PR 323; a Praça Francisco Kanô que reforça a colonização japonesa no município, o Memorial dos 500 anos localizado em frente à Rodoviária como uma homenagem aos 500 anos do Brasil; o Pátio Colonial onde se localizava as antigas instalações da Companhia Melhoramentos Norte do Paraná; e a Casa da Memória.

Além disso as igrejas do município, entre elas o Santuário Eucarístico Diocesano também são um atrativo aos visitantes do município. 

www.cianorte.pr.gov.br